UFC Artigo

Galiotte e Leila garantem vitória sobre Mustafá e Nobre

Com a garantia de mudança no estatuto do Palmeiras, o presidente passará a três anos de poder. Alteração para garantir Leila como na sucessão de Galiotte

Publicado por Maykon dia em UFC 160 visitas
Galiotte e Leila garantem vitória sobre Mustafá e Nobre

Deveria ser uma briga de titãs.

Daquelas de duplas que o público norte-americano adora, na WWE, World Wrestling Entertainment.

De um lado do ringue, Mauricio Galiotte e Leila Pereira.

Do outro, Mustafá Contursi e Paulo Nobre.

Só que a luta não será coreografada, como no Estados Unidos.

Nem os golpes serão fantasiosos.

E muito menos há a promessa mentirosa de equilíbrio.

Galiotte e Leila são francos favoritos.

Na segunda semana de maio haverá a prometida reforma no estatuto do Palmeiras. Usando como desculpa a 'modernidade', a atualização do que a esmagadora maioria dos clubes grandes faz, conselheiros vão votar o aumento da duração do tempo de mandato do presidente.

Em vez de dois, passará a três anos.

Com a possibilidade de uma reeleição.

O presidente do Palmeiras poderá fazer um plano de governo de onze anos. Ou seja, Galiotte completar dois mandatos e, se for forte o suficiente, fazer seu sucessor. Por mais três, com possibilidade de usar a máquina eleitoral, para ficar mais três.

Galiotte já tem aliados suficientes que garantem uma fácil vitória, na reunião do conselho, no próximo mês. Há a certeza que a eleição de novembro passará a valer três anos no poder. O atual mandato deverá ser mantido, de dois anos.

A mudança já em 2018 é fundamental para que Leila seja a sucessora de Galiotte.

A conselheira só poderia concorrer à presidência em fevereiro de 2021, já que foi eleita em fevereiro de 2017. Se fossem mantidos os dois anos de mandatos do presidente, ele teria de sair em novembro de 2020. E por três meses, Leila não teria condições legais de sucedê-lo. E um novo mandatário assumiria o clube.

Era essa a aposta de Paulo Nobre e Mustafá Contursi. Os ex-presidentes voltaram à velha amizade depois que houve o rompimento de Mustafá e Leila, por conta do escândalo envolvendo ingressos que a dona da Crefisa dava ao ex-dirigente. Bilhetes que acabaram sendo entregues para a torcida organizada. E estavam sendo vendidos a torcedores comuns.

Nobre articulava com Mustafá sua volta ao clube. Na eleição de novembro de 2020. Sem as concorrências incômodas de Galiotte e Leila Pereira.

Só que ambos não contavam com a articulação do Conselho Deliberativo. O presidente do CD,  Seraphim del Grande, foi o pêndulo da disputa. Ele poderia trabalhar para que a adequação aos três anos acontecesse só em 2020. Mas ele decidiu que a mudança deverá ser feita já no próximo pleito. Sua opinião e influência, somadas às de Galiotte e de Leila, garantem a tranquila alteração no estatuto.

Como já respondeu ao meu amigo Eduardo Ohata, no Uol, Seraphim, defende os três anos de poder para que o presidente tenha mais tempo para propor e seguir seu plano de governo. E que só a Chapecoense e o Inter, além do Palmeiras, insistem só com dois anos de mandato. 

Isso irá terminar em novembro.

 

Galiotte e Leila estão usando toda a força que possuem nos bastidores. A esmagadora maioria dos conselheiros já estão convencidos que o presidente do Palmeiras deverá passar a três anos no poder.  A reunião para a mudança de estatuto é mais do que certa.

O milionário patrocínio da Crefisa, e o acerto de três anos, com a Puma, a partir de 2019, são argumentos irrefutáveis;

Aliados de Mustafá e de Nobre admitem a derrota.

E sabem que, diante do cenário atual, seria um grande desgaste tentar a volta de Nobre contra Galiotte, em novembro deste ano. O melhor é trabalhar para novembro de 2021.

Com Nobre e Leila disputando a cadeira de presidente.

Mustafá do lado de Paulo e Galiotte, lutando pela dona da Crefisa.

O desejo de Leila é já assumir, com um plano de seis anos de poder.

Dar continuidade aos cinco que Mauricio deverá obter.

O cenário já está montado.

Será sacramentado no próximo mês.

E como está evidente.

Não há nada de marmelada neste confronto duplo.

Cada dupla quer atropelar a oponente.

Vale muito.

O poder no Palmeiras.

Pelos próximos nove anos.

Somados aos dois que Galiotte já tem, por direito, seriam onze.

É tudo o que Mustafá e Nobre não querem.

Mas já se preparam para conviver com um duro golpe, em maio...

 

Galiotte e Leila garantem vitória sobre Mustafá e Nobre
Galiotte e Leila garantem vitória sobre Mustafá e Nobre
Galiotte e Leila garantem vitória sobre Mustafá e Nobre
Galiotte e Leila garantem vitória sobre Mustafá e Nobre


Maykon

Colunista: Maykon Silveira

Cadastrado dia 02/05/2018